Cronologia do Período Joanino

1808 1809 1810 1811 1812 1813 1814 1815 1816 1817

1818 1819 1820 1821 1822

1821

 

BRASIL

1º de Janeiro – Adesão da capitania do Pará à Revolução Constitucionalista de Lisboa.

6 de Fevereiro – Alvará de 6 de fevereiro de 1821 cria a Relação de Pernambuco.

10 de Fevereiro – Adesão da Bahia à Revolução Constitucionalista de Lisboa.

26 de Fevereiro - Insurreição militar no Rio de Janeiro em favor da Revolução Liberal do Porto e da nova Constituição, que teve como consequência a declaração de apoio de D. João VI.

26 de Fevereiro – Decreto de 26 de fevereiro de 1821 cria o lugar de inspetor-geral dos estabelecimentos literários e científicos deste Reino.

2 de Março – Decreto de 2 de março estabelece a abolição da censura prévia e regulamentação do exército da liberdade de imprensa, levando à quebra do monopólio da Impressão Régia.

5 de Março – Decreto de 5 de março estabelece uma comissão para examinar a situação do Banco do Brasil.

7 de Março – Por meio de decreto, em 7 de março, D. João VI anuncia sua intenção de voltar a Portugal, deixando o príncipe D. Pedro como regente.

7 de Março – Convocação de deputados brasileiros para as Cortes Gerais Extraordinárias e Constituintes da Nação Portuguesa, em Lisboa.

22 de Março - Decreto de 22 de março determina a extinção da Junta da Direção Médico-Cirúrgica e Administrativa do Hospital Real Militar da Corte do Rio de Janeiro e criação do cargo de inspetor-geral dos hospitais militares.

5 de Abril – Extinção do Tribunal do Santo Ofício em todo o Império português.

22 de Abril – Criação da Secretaria de Estado dos Negócios do Reino e Estrangeiros e Secretaria de Estado dos Negócios da Guerra pela decisão n.26, de 13 de março de 1822 que manda escriturar em livros provativos todo o expediente pertencente à Repartição dos Negócios Estrangeiros.

26 de Abril – D. Pedro assume a regência do Reino do Brasil.

27 de Abril - Retorno da família real a Portugal e com ela cerca de quatro mil pessoas, entre ministros, oficiais, diplomatas e suas famílias, além dos deputados que iam às Cortes.

3 de Junho, 5 de Junho, Julho – Insurreições militares a favor das Cortes Portuguesas em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Vitória.

23 de Agosto – Decreto de 3 de julho de 1822 cria a Secretaria de Estado dos Negócios da Justiça (em breve).

31 de Setembro - Incorporação do Uruguai ao Brasil, com o nome de Província Cisplatina.

1º de Outubro - Lei de 1º de outubro determina ordem das Cortes Portuguesas para o retorno de d. Pedro a Portugal.

3 de Novembro – Adesão do Ceará à Revolução Constitucionalista de Lisboa.

 

MUNDO

Janeiro – Abertura das Cortes Gerais e Extraordinárias da Nação Portuguesa em Lisboa, para estabelecer uma Constituição.

Janeiro/Maio – Congresso de Laybach, em que os países integrantes da Santa Aliança se dedicaram a determinar medidas repressivas contra movimentos revolucionários em Nápoles e Turim.

Fevereiro – Declaração de independência do México.

Março – Início do segundo mandato do presidente James Monroe nos Estados Unidos, 4 de março.

Maio – Morte de Napoleão Bonaparte na ilha de Santa Helena.

Julho – Chegada da família real a Portugal.

Julho - Imposição ao rei e a seus oficiais da obrigação do Juramento à Constituição a ser elaborada em Lisboa.

Julho – Declaração de independência do Peru.